Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

História

Tacho de Cobre

A Tacho de Cobre é a realização de uma ideia que surgiu muitos anos antes e que colocamos em prática na primeira oportunidade.

O nome surgiu no “andar da carroça”, simplesmente com a ideia de recuperar a história de utensílios que fizeram parte da vida de tantas pessoas, famílias, comunidades, quando não de todo o Brasil. Como a velha galinha de arame pra guardar ou buscar ovos na feira; o mancebo e o bule pra coar aquele cafezinho de cada dia; o tradicional paneleiro de parede e de chão; a moringa d’água da mesa das cozinhas de tantas casas; a talha ou filtro de barro; a lamparina e o lampião, que iluminaram tantos sonhos durante a passagem de tantas vidas; e, dentre tantos outros, o tacho de cobre, dos cristalizados, das compotas, das geleias (chimia), do pé-de-moleque, da goiabada cascão, do delicioso doce de leite enfim, das delícias feitas pelas bisas, bisos, avós, avôs, pelas mãezinhas e paizinhos de todos os cantos do Brasil.

Mas, antes desta ideia se formalizar a loja já estava em andamento, e iniciada de forma simples e sem as artes.

Ela foi construída com madeira, era um ponto comercial de 12m², onde vendidas camisetas, vestidos de crepe de seda e moda praia. Com o tempo, sentimos que estava faltando algo de especial, um toque diferente. Foi então que compramos alguns artesanatos de uns projetos socioambientais, de pessoas muito pobres, mas que possuíam uma riqueza de ideias e capacidade.

Mesmo com aquelas pouquíssimas peças, o colorido deu mais vida, e o ar de satisfação começou a surgir pra nós e nos olhares de quem nos visitava.

Iniciamos assim, uma longa classificação da diversificação de arte e artesanato já pesquisado durante 15 anos, por uma das sócias. Incluímos na lista aqueles que se identificavam com nossa proposta e iniciamos a busca de cada um deles.

A proposta não era tão nova, mas era um sonho que virou ideia, que virou ação, que se concretizou passo a passo com a criação da Tacho de Cobre.

Agora podemos dizer que aTacho de Cobre foi ganhando forma a partir de uma ideia muito simples, trabalhar com artesanatos socialmente justos e ambientalmente corretos, pois imaginávamos que nossos produtos deveriam fazer parte daqueles que são produzidos visando a sustentabilidade do planeta.

Escolhemos este nome dentre tantos outros, pois queríamos algo que fosse autêntico na placa da loja, e até mesmo nas suas prateleiras. Além disso, queríamos um nome de um produto que representasse a identidade do povo brasileiro, sua história, suas tradições. Depois de dias pensando, analisando e rabiscando, surgiu o nome Tacho de Cobre, um utensílio que conta e faz parte da história da culinária brasileira. É um objeto que traz para a atualidade lembranças e prosas de tempos passados. Ele é como o ferro à brasa, o fogão à lenha, as cristaleiras, os relógios de parede, dentre outros. Basta falar nestes nomes que alguém logo tem algo a dizer, uma lembrança a desvendar, uma saudade a compartilhar…

A Tacho de Cobre é ainda bem pequena, mas vem evoluindo no tic tac do relógio.

O compromisso ético, a honestidade, a transparência e a qualidade socioambiental, e principalmente a perseverança, são partes integrantes na pratica diária da equipe Tacho de Cobre.

Hoje, comercializamos arte de todos os Estados brasileiros. São produtos de mãos e mentes que transformam a madeira, a argila, as fibras, o couro, e outras matérias em magia que encanta nossos olhos, tatos e paladares, despertando nossas emoções e imaginações. São mãos de cooperativas, associações, grupos familiares e individuais, muitos deles são de projetos que geram auto-estima e recursos a populações de baixa renda ou renda nenhuma.

Ao adquirir os produtos Tacho de Cobre o comprador estará prestigiando as expressões desses artistas e contribuindo para a sustentabilidade de suas famílias, além de obter um artesanato criativo, original e ecologicamente correto, que carrega a história e a magia das mãos e das mentes transformadoras.

Sabemos que é preciso muito mais do que esta pequenina ação da Tacho de Cobre, mas ela está dando sua contribuição com uma função que é bem parecida com a do frágil beija-flor que carrega pequeninas gotas de água no bico colaborando para apagar o incêndio na floresta, só que neste caso o incêndio que tentamos amenizar é o das desigualdades.

Esta é uma microempresa que acredita na criatividade humana, bem como na promoção da identidade cultural das comunidades do Brasil como fonte geradora de renda, e promotora da melhoria da qualidade de vida das populações de baixa renda.

Incentivar a cooperação e inserção dos artesãos, que trabalham isolados, em associações e cooperativas, tem sido uma tarefa muito presente na Tacho de Cobre, pois sabemos que é através da organização e união destes artistas populares que será possível seu fortalecimento para ocupação de um espaço no mercado.

É com este pensamento horizontal que queremos dar continuidade e esta ideia original que se baseia principalmente na valorização da expressão cultural como meio de gerar ocupação e renda, tendo como base o desenvolvimento socioambiental para a sustentabilidade.

Nossos artigos são socialmente justos e ecologicamente corretos, porque acreditamos que este seja o caminho a ser adotado por todos, Empresas, Governo e Sociedade. Que possamos ver o respeito ao meio ambiente e às relações humanas não como uma obrigação, mas como uma necessidade para o equilíbrio e a manutenção de nossas vidas.